28 de abr de 2009

Aviso aos navegantes


Leitores queridos, nos próximos dias, esta blogueira que vos fala vai ter que reduzir o ritmo de postagem deste blog. Embarquei hoje em uma viagem de trabalho que, a princípio, estava agendada para a semana que vem. Como tudo foi feito de supetão, não tive tempo de preparar nada para o blog e, provavelmente, terei quase tempo nenhum para atualizar estas páginas nos próximos dias. Parece louco, mas as coisas são assim mesmo para os jornalistas. Nossa vida é como o slogan da Rádio Band News: "Em vinte miutos, tudo pode mudar". Em breve, retornaremos com o nosso funcionamento normal, como dizem por aí.


Em tempo - Aproveite e se inscreva para receber os feeds deste blog, no menu à direita. Ou então, siga-me no twitter, onde sempre posto as novidades deste espaço. Quando ele for atualizado, você vai ficar sabendo.

26 de abr de 2009

Semana de 19/04/2009 a 25/04/2009 - Uma manchete


Ele não vale nada, mas... - 12 quadros que teriam sido pintados por Hitler no início do século XX foram leiloados por 98 mil libras (143 mil dólares). O preço superou as estimativas dos avaliadores, que esperavam que as vendas atingissem valores menores. Hitler tentou estudar na Escola de Arte de Viena, mas foi recusado. Então, se juntou ao exército e lutou na 1ª Guerra Mundial. O resto é história - ou melhor, História.

Semana de 19/04/2009 a 25/04/2009 - Uma imagem


Chumbo trocado não dói - Depois de muito constranger os outros com suas gafes - como quando disse que a beleza das mulheres italianas dificulta a prevenção a estupros -, o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi pôde entender o que é ser contrangido em público. O artista italiano Filippo Panseca pintou um quadro no qual retrata Berlusconi junto à Ministra da Iguladade de Oportunidades, Marta Carfagna, ambos nus. Em 2007, antes de Carfagna ser nomeada ministra, Berlusconi disse que se casaria com ela, caso não fosse comprometido. A declaração rendeu uma retratação pública do primeiro-ministro, a mando de sua esposa.

Semana de 19/04/2009 a 25/04/2009 - Uma frase





"Se o bem e o mal existem, você pode escolher"

Viva o rei - Roberto Carlos, depois de muitos anos cantando "se o bem e o bem existem", devido a supertições, volta a cantar o verso original de "É preciso saber viver", em show no último domingo (19), em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, sua terra Natal. A apresentação, ocorrida no mesmo dia do aniversário de Roberto, marcou o início da turnê que comemora seus 50 anos de carreira.

Segue o Mano


O técnico do Corinthians, Mano Menezes, é um dos usuários que o Twitter sugere hoje (26) que sejam seguidos. Em seu sistema de busca de perfis, o serviço de microblog tem a opção "Suggested users", no qual sugere usuários para se seguir. Na lista, figuram nomes como os de Oprah Winfrey, Britney Spears e Ashton Kutcher, o mais seguido do Twitter. Mano Menezes, que já tem mais de 24 mil seguidores, mas não segue ninguém, é o único brasileiro na lista de opções do site.

25 de abr de 2009

15 dias de fama

Susan Boyle é um tsunami. Da internet ao mundo do showbizz, a senhorinha que deu o que falar com sua interpretação de "I dreamed a dream" no Britain's Got Talent provocou uma onda poderosa de fatos, fofocas e especulações, virando uma das maiores celebridades "dos últimos tempos da última semana".

Mas como todo fenômeno desse tipo, de tão violento, fica difícil entender sua dimensão logo de cara. Só depois de um tempo, olhando para trás, é que dá para se ter uma idéia do estrago. Por isso, este blog resolveu se orientar no mar de notícias divulgadas sobre ela nesses últimos dias, para tentar enxergar melhor o rastro deixado por esse tsunami. Veja só:



O que dá para perceber é que, em 15 dias, ela avançou na carreira o que se levaria anos em condições normais, numa espécie de condensação do tempo que impressionaria até Einstein. O quão concreto é esse avanço, só o showbizz poderá dizer. Cruel como ele só, não é para os fracos, dando fim ou iniciando carreiras quando bem entende. Enquanto isso, deixemos Susan sonhar.

24 de abr de 2009

Para os headbangers

"Flight 666", documentário que registra a primeira parte da mais recente turnê dos ingleses do Iron Maiden, "Somewhere Back in Time", terá duas sessões extras hoje (24) e amanhã (25) em 24 cidades brasileiras. Veja a relação completa de cidades aqui.

Em BH, as sessões vão ser no Cinemark do Pátio Savassi, às 21h e no Cineplex do BH Shopping, às 21h40.

O longa teve estréia mundial na última terça (21) em 41 países do mundo, inclusive no Brasil, em um evento batizado pela própria banda como "Maiden Day".

23 de abr de 2009

23 de Abril: Pixiguinha e Shakespeare

Por uma daquelas coincidências incríveis que o só o destino é capaz de aprontar, 23 de abril é também conhecido como o dia que marca definitivamente a trajetória de dois gênios que este planeta teve a honra de abrigar.

Em 23 de abril de 1897 nascia Alfredo da Rocha Vianna, ou simplesmente Pixinguinha. Compositor, orquestrador, flautista e saxofonista, foi um dos responsáveis por transformar o choro em um dos mais genuínos gêneros da música brasileira.

No vídeo abaixo, Pixiguinha executa talvez a sua mais célebre composição, "Carinhoso", de 1928.



Saiba e ouça mais em www.pixinguinha.com.br.


Neste mesmo dia, porém lá em 1616, morria William Shakespeare. Dramaturgo e poeta, Shakespeare deixou como legado 38 peças, 154 sonetos, uma das frases mais famosas do teatro e da história ("Ser ou não ser, eis a questão") e uma história de amor que se tornaria um arquétipo (Romeu e Julieta).

Baixe de graça e leia, em português, mais de 20 obras do inglês aqui.

A pós-vida de Che

"Che's Afterlife" é um livro recém-lançado que trata de um assunto longe de ser novidade: a reprodução exaustiva - tanto para fins políticos quanto para fins mercadológicos - da famosa imagem do rosto de Che Guevara, originada de uma foto tirada em 1960 pelo fotógrafo cubano Alberto Korda.

A verdadeira sacada está no fato de que o autor, o jornalista australiano Michael Casey, se deu ao trabalho de juntar imagens que reforçam essa tese que todo mundo já sabia existir, mas praticamente ninguém ainda tinha comprovado com os próprios olhos de uma maneira tão profunda e completa (no máximo, vez ou outra a gente se esbarra com uma camiseta aqui, um bottom ali e ponto). O livro faz uma espécide de geanologia da tal imagem, desde o modo como ela foi fotografada até os vários destinos e usos que ela ganhou em todo o mundo.

Mas o melhor nem é isso. A parte mais legal da história é que, apesar de não ter sido lançado ainda no Brasil, uma parte considerável do conteúdo do livro está na internet, com site oficial e tudo. Além de trechos de alguns capítulos (em inglês), o site tem o que realmente interessa: uma seção só com as imagens coletadas pelo autor, organizadas por categorias.

"From photo to pop icon" reconstrói a parte mais elementar do processo, mostrando como a fotografia foi apropriada pela serigrafia, abrindo caminho para a reprodução da imagem e facilitando sua assimilação.



"Che Reverence" reúne fotografias de manifestações em vários países (a maioria latino-americanos) e em épocas diferentes, nas quais a imagem de Che aparece de alguma forma, seja em primeiro plano ou não. Um esquema do tipo "Onde está o Wally".



"Che Irreverence" mostra usos inusitados da imagem, independentemente da finalidade.


"Che Commerce", obviamente, compila produtos que usaram o guerrilheiro como "garoto propaganda".



Por último, "On the Trail of Che" revela vestígios de Che, desde monumentos até mesmo gente que diz ter tido alguma ligação com o argentino (supostos filhos e namoradas).



Veja muito mais em www.chesafterlife.com.

21 de abr de 2009

Biblionet


Entrou no ar hoje a Biblioteca Digital Mundial, que disponibiliza gratuitamente na rede livros, manuscritos, filmes, fotografias, mapas e registros fonográficos de todas as partes do mundo. Os arquivos estão relacionados a temas diversos, como artes, religião, história, tecnologia, ciências naturais e sociais, dentre outros. O projeto é uma iniciativa da Unesco.


Similares
A Biblioteca Digital Mundial não é o primeiro site a reunir vasto acervo cultural na internet. O Europeana, criado pela Comissão Européia, armazena mais de quatro milhões de obras nas mais diveras mídias. No Brasil, o Governo Federal mantém o Domínio Público, também nos mesmos moldes, com acervo que inclui títulos de Machado de Assis e Shakespeare para download.

O padre é pop 2


Depois de liderar as vendas de CDs no ano passado com as 500 mil cópias de "Vida", o Padre Fábio de Mello é destaque hoje na primeira página da seção musical do MySpace. Com uma imagem do padre no palco sob o título "Artista em Destaque", o site afirma fazer o lançamento exclusivo de seu novo álbum, o ao vivo "Eu e o tempo".

O padre-cantor tem perfil na comunidade virtual de músicos desde o fim de março deste ano. Sua página já foi acessada mais de dez mim vezes e soma mais de 700 amigos. Um dos líderes de acessos do MySpace, o cantor Rafael Barreto, vencedor da edição 2008 do programa Ídolos, já ultrapassou a marca de 1 milhão de visualizações de perfis e mais de 16 mil amigos.

1 século e 10 milhões de imagens


A Life, revista norte-americana que circulou entre 1883 e 2000, e que dedicou parte de sua história ao fotojornalismo, em parceria com o Google Images, disponibilizou na internet todo o seu acervo fotográfico. São cerca de 10 milhões de fotos, algumas delas inéditas. Para facilitar o acesso, as imagens estão organizadas por categorias temáticas e por data. Acima, uma das imagens do acervo - Picasso, clicado pelas lentes da revista em 1967.

Anée de la France au Brésil

Começa amanhã (21) o Ano da França no Brasil, série de apresentações culturais, seminários e conferências que pretende divulgar a cultura francesa no país e aproximar as duas nações. As cidades de Ouro Preto e do Rio de Janeiro vão sediar as cerimônias oficiais de abertura.

A programação se estende até o dia de novembro, com eventos agendados em todo o país. Entre os destaques, a Caravana de Teatro de Rua francês que vai passar por cidades do nordeste, a mostra 50 Anos de Cinema da África Francófona, em São Luís, e a turnê Babeleyes, com quatro músicos franceses, que vai passar por cidades do centro-oeste, sudeste e sul.

O evento é uma retribuição ao Ano do Brasil na França, ocorrido em 2005. Mais informações no site anodafrancanobrasil.gov.br.

Abaixo, vídeo com o hino do Ano da França no Brasil, composto pelo pernambucano Lenine e pelo
cantor francês Arthur H.

19 de abr de 2009

Semana de 12/04/2009 a 18/04/2009 - Uma manchete


O mundo vai acabar em reality show - A mulher que deu à luz óctuplos, em janeiro, nos Estados Unidos, afirmou na quarta-feira (15) que negocia a produção de um reality show que pretende mostrar os primeiros 18 anos de vida dos oito irmãos. No mesmo dia, a rede de TV NBC anunciou que o ex-governador do Illinois Rod Blagojevich, afastado do cargo por tentar vender a cadeira de senador deixada livre por Barack Obama, vai participar de um reality que confina famosos em uma selva.

Semana de 12/04/2009 a 18/04/2009 - Uma frase




"Um dia ele terá um lindo museu, como Graceland."

O rei do rock e o rei do pop - Dr. Tohme, empresário de Michael Jackson, explica qual o possível destino que os objetos pessoais do cantor podem ter, depois de leilão que os colocaria à venda ser anulado na terça (14). Graceland foi a mansão de Elvis Presley, hoje aberta para visitação de fãs, na cidade de Memphis, nos Estados Unidos.

Semana de 12/04/2009 a 18/04/2009 - Uma imagem



Cry Baby Cry - O produtor musical Phil Spector, que já trabalhou com Beatles e Ramones, deixa o Tribunal Superior de Los Angeles. Na segunda-feira (13), ele foi considerado pelo júri culpado pela morte a tiros da atriz Lana Clarkson, em 2003, e pode ser condenado a mais de 18 anos de prisão.

A conta está certa?

O ator Ashton Kutcher virou notícia na última sexta (17) depois de vencer o desafio, criado pelo próprio, de ser o primeiro usuário do Twitter a atingir a marca de 1 milhão de seguidores - com o número ele se torna também o mais seguido do site. Ele disputava o "título" com a CNN, até então a líder em número de seguidores, que também chegou ao seu primeiro milhão minutos depois.

No Brasil, não é novidade - pelo menos para quem acompanha o que acontece na "twittosfera" - que o mais seguido é Marcelo Tas. Mas o consenso sobre quem tem mais seguidores no país para por aí.

Apesar de existirem sites que se dispõem a fazer rankings dos usuários mais acompanhados no serviço de microblog, as informações dessas listas não coincidem totalmente entre si, nem com os dados nas páginas dos usuários rankeados. Enquanto o Twitterholic lista nove brasileiros em seu Top 1000, o We Follow mostra apenas três (veja imagem abaixo).

Um dos motivos para a discordância parece ser o ritmo de atualização: apesar de esses sites assegurarem que as informações são atualizadas regularmente, isso nem sempre acontece. O Twitterholic, por exemplo, coloca o perfil do site Kibe Loco no 828º lugar no Top 1000, com 15.074 seguidores. A última atualização, porém, havia sido no dia 14 de abril. Hoje, dia 19, o número de seguidores passa dos 17 mil. Na mesma lista, o humorista Rafinha Bastos aparece algumas posições atrás do Kibe Loco (897º), apesar de ter mais seguidores (23.339).

Outra razão - talvez a mais difícil de ser contornada - é que a velocidade com que os usuários passam a seguir outros perfis é muito maior do que os mecanismos destes sites são capazes de acompanhar. Num período de uma hora e meia, entre pesquisas e escrita deste texto, Marcelo Tas pulou dos 33.999 seguidores para 34.057. Mesmo assim, os sites citados, durante esse mesmo período, apresentavam números abaixo de 33.999 para o apresentador.



Made in Brazil


O blogueiro Cris Dias, que também tem perfil no Twitter, criou o "Ranking da Twittosfera em Português". Apesar de a intenção ser listar os mais seguidos do Brasil, o mecanismo criado por ele, por razões técnicas, não distingue o país do usuário, somente o idioma. Desse modo, a lista elenca apenas aqueles que escrevem em português, gerando discordâncias.

Por exemplo, o escritor Paulo Coelho, que tem 17.080 seguidores, poderia estar entre os dez brasileiros mais seguidos no ranking do site. Porém, por escrever seus posts em inglês, ele fica fora da lista. O mesmo acontece com o empresário Iuri Brito, fundador de uma agência que desenvolve projetos colaborativos para internet. Com mais de 24 mil seguidores, ele poderia estar entre os cinco mais. No entanto, como escreve em português e em inglês, não aparece no ranking.


18 de abr de 2009

Alô... Alô?

O musical Alô... Alô? Cem anos de Carmen Miranda, que celebra o centenário da cantora, chega a Belo Horizonte na próxima sexta-feira (24). O repertório do espetáculo revisita toda a carreira de Carmen nas vozes de Roberta Sá, Pedro Luís (da banda Pedro Luís e a Parede), Marcos Sacramento e Beatriz Faria. Entre um sucesso e outro interpretado pelos cantores, serão exibidos depoimentos em vídeo de Ruy Castro, biográfo de Carmen Miranda, sobre a vida da artista.

A apresentação será no Grande Teatro do Palácio das Artes, no dia 24, às 20h30. Ingressos a R$15 (inteira), R$7,50 (idosos) e R$6 (estudantes). Mais informações no site www.palaciodasartes.com.br.

16 de abr de 2009

Mito e verdade na TV

Lendas não são exclusividade do passado. Tampouco são protagonizadas apenas por figuras fantásticas. Elas também povoam o universo da televisão, envolvendo as pessoas de carne e osso que habitam a caixa mágica. Nos últimos dias, duas dessas lendas voltaram a "assombrar" a audiência.

A primeira foi aquela que fantasia sobre o que os âncoras de telejornais vestem na parte inferior do corpo, que não aparece para os telespectadores, escondida pela bancada. Seria bermudão e chinelo? Shortinho? Ou simplesmente calça social, combinando com o terno?

Cid Moreira, eterno apresentador do Jornal Nacional, chegou a afirmar em um bate-papo promovido pela própria Globo, em 2006, que apresentou o telejornal de bermuda uma vez, alimentando a lenda:

"Tinha uma casa em Itapaiva, região serrana do Rio, e todo final de semana estava lá, jogando meu tênis. Foi num carnaval. Por volta de 15 horas, eu me preparei para descer. O tempo fechou e um temporal se formou. Tentei vir por várias estradas. E cheguei para apresentar em cima da hora. E fui de bermuda."

Pois esta semana foi a vez de um apresentador da Fox, Glenn Beck, reforçar a lenda. Na última terça-feira, ele entrevistava ao vivo um convidado, que passou mal e desmaiou. Quando Beck foi tentar ampará-lo, a câmera, que até então enquadrava ambos da cintura para cima, abriu o quadro para captar toda a ação e revelou o traje completo do apresentador: terno, só na parte de cima. Na parte infeiror, jeans e tênis à la All Star. Quase um membro do Strokes.



A segunda lenda diz respeito ao fato de Sílvio Santos usar, ou não, peruca. O místério remonta ao ano de 1971, quando o homem do Baú foi capa da revista Melodias. Na foto, ele aparecia careca e a chamada de capa enfatizava a condição, com os dizeres: "Sílvio Santos é careca, fez plástica e não é casado". A revista, que à época estaria correndo o risco de acabar devido às baixas vendas, teria vendido 500 mil exemplares com esta capa. A foto teria sido uma montagem.



A lenda voltou à tona esta semana, depois que o CQC exibiu no Top 5 (quadro que mostra absurdos, gafes e cenas pitorescas da TV) trecho do programa Sílvio Santos em que a apresentadora Maísa mexe no cabelo do apresentador e grita "É peruca!".



A colunista do jornal Agora SP, Fabíola Reipert, ao comentar o vídeo, colocou uma questão: "Silvio não usa peruca. Senão ele não iria todo dia ao salão do Jassa, né?". Sim, pode ser. Por outro lado, também faz sentido pensar que uma peruca não dispensa cuidados.

Mas, no final, que importa? A graça toda da coisa é o mistério.

Com o futuro da música nas mãos

O comércio de música digital no Brasil cresceu 79,1% em 2008, segundo balanço anual da Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD). No ano, esse tipo de comércio faturou R$43,5 milhões. Desse total, 22% foram gerados por downloads via internet e 78% por vendas de música pelo celular. Apesar do alto crescimento, a música digital representa hoje só 12% do mercado fonográfico brasileiro.

O Jota Quest foi o campeão de vendas no segmento no ano passado. De acordo com listagem disponível no site da ABPD, a banda mineira atingiu a marca de 500 mil downloads em cinco canções: "Palavras de um futuro bom", "Mais uma vez", "Dias melhores", "De volta ao planeta" e "Até onde vai". A cantora Alanis Morissette, com a música "Underneath", e o cantor Lenny Kravitz, com "Are you gonna go my way", também alcançaram a marca. O meio milhão de downloads concede ao artista o prêmio de "download de diamante".

Desde novembro do ano passado, a ABPD - responsável por emitir os certificados de disco e DVD de ouro, platina e diamante - premia também os artistas que atingem altas vendagens no meio digital. Além do download de diamante, a Associação concede o certificado de download de platina (100 mil downloads) e ouro (50 mil).


O padre é pop
Ainda responsável pela maior fatia do mercado de música brasileiro (61%), as vendas de CDs registraram em 2008 crescimento de 2,3%. As vendas de DVDs caíram 1,3%. Os dados também são da ABPD.

Nos dois segmentos, os campeões de vendas foram padres. O CD "Vida", do Padre Fábio de Mello, foi o mais vendido no país no ano passado. Entre os DVDs mais vendidos, o primeiro lugar ficou com "Paz sim, violência não (Volume 1)", do Padre Marcelo Rossi, que também ficou com os segundo e sexto lugares dos CDs mais vendidos, com os dois volumes de "Paz sim, violência não".

Veja a lista dos 10 mais:

10 CDs mais vendidos em 2008

Padre Fábio de Mello - Vida
Padre Marcelo Rossi - Paz Sim,Violência Não
Victor & Leo - Borboletas
Victor & Leo - AoVivo Em Uberlândia
Ivete Sangalo - Multishow AoVivo No Maracanã
Padre Marcelo Rossi - Paz Sim,Violência Não (Volume 2)
Zezé Di Camargo & Luciano - Zezé Di Camargo & Luciano (2008) Sony Music
Roberto Carlos - Roberto Carlos e CaetanoVeloso e A Música de Tom Jobim
Ana Carolina - Multishow AoVivo “Dois Quartos”
Leonardo - Coração Bandido

10 DVDs mais vendidos em 2008

Padre Marcelo Rossi - Paz Sim,Violência Não (Volume 1)
Ivete Sangalo - Multishow AoVivo No Maracanã
Ana Carolina - Multishow AoVivo “Dois Quartos”
Marisa Monte - Infinito Ao Meu Redor (Duplo)
Victor & Leo - AoVivo Em Uberlândia
Claudia Leitte - AoVivo Em Copacabana (Duplo)
Xuxa - Só Para Baixinhos 8
AmyWinehouse - I ToldYou IWas Trouble
Roberto Carlos - Roberto Carlos e Caetano Veloso e A Música de Tom Jobim
Alexandre Pires - Em Casa AoVivo

15 de abr de 2009

Música de graça

O Ultraje a Rigor disponibilizou para download gratuito três músicas inéditas. A iniciativa faz parte do projeto "Música gratuita a troco de nada", no qual a banda pretende gravar e divulgar músicas novas na internet à medida que elas forem sendo finalizadas. Quando houver canções suficientes, o Ultraje lançará um novo disco, com versões diferentes das faixas disponibilizadas.

Doação espontânea - Apesar de o download ser gratuito, o grupo disponibilizou um link para doações voluntárias de qualquer valor. A atitude lembra o feito do Radiohead em outubro de 2007. Naquele ano, a banda inglesa disponibilizou o então inédito In Rainbows para download por três meses, deixando que os fãs escolhessem quanto pagariam pela obra. Balanço feito pela gravadora um ano depois mostrou que a maior parte dos fãs optou por não pagar.


+Música de graça
Quem também liberou gravações inéditas para a internet foram os ingleses do Depeche Mode. "Sounds of the universe", novo álbum da banda que só chega às lojas no próximo dia 20, pode ser ouvido em streaming no site do semanário musical inglês NME.

14 de abr de 2009

Selo é cool

A partir do próximo dia 7 o Serviço Postal dos Estados Unidos coloca à venda selos que estampam os rostos de Homer, Marge, Bart, Lisa e Maggie Simpson, em comemoração aos 20 anos do desenho animado. O criador da série e também autor das imagens que estampam os selos, Matt Groening, declarou ser esta a maior honra que Os Simpsons já receberam.



Mas por que seria uma honra ter sua criação impressa num pedaço minúsculo de papel que custa 44 centavos (os selos dos Simpsons serão vendidos a este preço) e que é usado para uma atividade que as pessoas já não fazem tanto hoje quanto no passado (mandar cartas)?

Dois motivos. Primeiro: de forma geral, selos estampam figuras históricas, heróis ou símbolos nacionais - gente importante, digamos assim. Logo, virar selo é praticamente como adentrar esse clube da nobreza e se equiparar em importância aos membros desse clube. Em alguns casos, isso pode exigir o rompimento de uma tradição longuíssima. No Reino Unido, por exemplo, oficialmente, até 2005 somente mebros da Família Real eram estampados nos selos. Os Beatles - sempre eles - foram uns dos primeiros não-nobres a receber a homenagem em 2007. As capas de seis discos da banda viraram selo.



Segundo: existem fanáticos por selos no mundo inteiro . Gente com coleções extensas, cheias de raridades e curiosidades, meticulosamente organizadas. Em uma busca rápida pelo Google, dá para achar páginas de associações filatélicas, gente comprando e vendendo selos e até guias ensinando como se monta uma coleção. Enfim, selos também são objeto de desejo, admiração e de valor (muito valor, às vezes). Se estampar uma figura popular, pode atrair ainda mais interesse. Nos Estados Unidos, o selo mais vendido da história do país é o que estampa Elvis Presley, lançado em 1993. Foram vendidos 124,1 milhões de unidades até 2006, dado mais recente do levantamento feito pelo Serviço Postal do país. Nada mal para um rei.



No Brasil, predominam ainda as estampas tradicionais, como as citadas acima. As exceções são piquíssimas. Em 1999, os Correios até que chegaram a fazer uma homenagem bem tímida a Tom Jobim, cuja morte completou cinco anos naquele ano. Digo tímida porque a imagem não era a do maestro, mas sim a de objetos que aludiam a ele. Pixinguinha teve mais sorte e seu rosto foi estampado em um selo de 1997, por ocasião de seu centenário de nascimento.



Gente de um nível, digamos, mais pop/popular, ainda não recebeu homenagem em selo. Sugestão para os Correios, que gosta tanto de datas comemorativas, que tal um selo para os 50 anos de Roberto Carlos. Afinal, assim como Elvis, ele também é rei.

Leia o livro e crie os vídeos

"1001 movies you must see before you die" é um canal do You Tube insipirado no livro de mesmo nome. A idéia é escolher um dos filmes listados pelo autor do livro e criar um vídeo com edição de imagens e trilha sonora da maneira que o usuário quiser.

Essa liberdade permite, em alguns casos, a combinação de filme e música aparentemente sem nenhuma semelhança, mas que gera um belo resultado, talvez pelo próprio contraste. Um belo exemplo é o vídeo para "Quanto mais quente melhor". A aura clássica dos anos 50 e a beleza de Marylin Moroe ganharam como trilha sonora as guitarras estridentes do Sonic Youth e sua Sugar Kane.



Única produção brasileira na lista, o documentário "Ônibus 174" teve sua seqüência inicial - uma longa tomada aérea do Rio de Janeira - embalada por Samba do Avião, composição de Tom Jobim interpretada na versão do vídeo por Sylvia Telles. Esquecendo-se do teor de crítica social que o docimentário tem (mostra a trajetória de pobreza e exclusão social vivia por Sandro, que sequestrou passageiros do referido ônibus no Rio de Janeiro e foi morto pela polícia), o resultado final foi uma sintonia entre música e imagem.



O Brasil ainda aparece uma segunda vez no canal de vídeos, com Tristeza, composição de Haroldo Lobo e Nitinho interpretada por Elis Regina, para a versão de "O Deserto Vermelho". O clima cinzento do filme não combina muito com a batida de samba, mas o resultato acaba sendo harmônico como no de "Quanto mais quente melhor".



Dos 1001 filmes listados pelo livro, até agora 272 receberam uma versão pelos usuários do You Tube.

Cinema e Jornalismo

O Cineclube Joaquim Pedro de Andrade realiza este mês mostra somente com filmes que abordam o jornalismo, em homenagem ao dia do jornalista, comemorado no último dia 7. As sessões acontecem sempre às terças às 19 horas e são seguidas de debates com profissionais da áres.

Amanhã, o filme exibido é "O Informante", que conta a trajetória de um trabalhador de uma fábrica de cigarros que decide revelar os segredos da indústria do fumo. O debator convidade é Luiz Carlos Bernardes, comentarista da TV Bandeirantes e da Rádio Band News.

Mais detalhes da programação no site do Sindicato dos Jornalistas.

Serviço
Cineclube Joaquim Pedro de Andrade
Rua Tupinambás, 179, 14º andar, Centro - Belo Horizonte
3115-3000

Ingressos para o Cirque du Soleil

Começa na próxima semana a venda de ingressos para o espetáculo "Quidam", da companhia Cirque du Soleil, que se apresenta em Belo Horizonte no fim deste ano.

De 22 de abril a 19 de maio, os ingressos vão ser vendidos exclusivamente para clientes American Express e Bradesco. De 20 de maio a 20 de outubro, a venda será aberta para todo o público. A loja Ingresso Fácil do Shopping Cidade, piso Goitacazes, é a bilheteria oficial da turnê na cidade. O valor das entradas varia de R$230 a R$490 reais. Informações pelo telefone 4003-1212.

As apresentações do Cirque du Soleil ocorrem em Belo Horizonte entre os dias 23 de outubro e 15 de novembro, no Centro Esportivo Universitário da UFMG, na Avenida Coronel Oscar Paschoal, s/nº, Pampulha. A companhia vai passar por outras oito capitais brasileiras, em turnê que começa em junho deste ano e termina em maio do ano que vem.

13 de abr de 2009

Duas vezes Cobain

A edição deste mês da Rolling Stone brasileira circula, pela primeira vez, com duas capas, ambas estampando Kurt Cobain, vocalista e guitarrista do Nirvana, morto em abril de 1994. A revista traz um especial em memória aos 15 anos de morte do músico, com textos que relembram os últimos dias de vida de Cobain e a passagem de sua banda pelo Brasil em 1993, no Festivla Hollywood Rock.

12 de abr de 2009

O MySpace da MPB

Seguindo a tendência de criação de redes sociais segmentadas, o mpb.com reúne exclusivamente artistas e fãs de música brasileira. A intenção, de acordo com o próprio site, é divulgar a música nacional, independente do gênero. Para isso, os perfis garantem aos artistas recursos para divulgação de discografia, vídeos, fotos, agenda de shows, além de blog e microblog. O site também mantém blog e microblog próprios, nos quais mantém atualizadas as agendas de shows e de participações em programas de TV dos artistas inscritos - boa parte deles novos nomes ainda, desconhecidos do grande público. Atualmente, o site soma cerca de 4.500 usuários, entre artistas e fãs.


+MPB

Aproveitando o assunto "música tupiniquim na rede", outra dica é o site Discos do Brasil. Basicamente, ele é uma bibilioteca da discografia nacional, na qual é possível consultar dados de músicas lançadas no país por meio de várias categorias, como disco, intérprete, compositor, etc. Além dessas informações, é possível também ouvir trechos de 30 segundos das músicas. Os trabalhos compilados são majoritariamente aqueles lançados do surgimento da bossa nova em diante, mas há também registros musicais do período anterior. Já são mais de quarenta mil músicas e quase seis mil discos registrados no acervo, que está em constante atualização.

Quando a Índia já era pop

Lá pelos idos dos anos 90 a Índia não contava com garotos-propaganda de peso como o Oscar e novela das oito (ou seria das nove?) da Globo, que hoje a mostram para o Brasil e o mundo como um lugar, no mínimo, insitigante. Mesmo assim, o país asiático já podia ser visto através de manifestações culturais disponíveis para os interessados.

Falo especificamente de duas bandas surgidas naquela década que me vieram à memória em razão dessa avalanche indiana dos últimos meses: Asian Dub Foundation e Cornershop. Os integrantes de ambos os grupos nasceram e cresceram em Londres, mas são todos filhos de imigrantes de origem indiana, característica determinante para a construção de sua identidade musical.

O Asian Dub Foundation foi formado em 1993. A banda alia sonoridade que mescla eletrônica, rap e música indiana a letras que chamam atenção para as tensões religiosas e políticas existentes na Índia e o preconceito sofrido pelos imigrantes deste país na Europa. Veio ao Brasil em 2001, quando tocou no festival recifense Abril Pro Rock. Lançou o último disco, "Punkara", no ano passado, e atualmente está em turnê.



O Cornershop nasceu em 1992 e já traz no nome uma referência (não tão confortável) sobre sua origem: corner shop é como as lojas dos imigrantes indianos são pejorativamente conhecidas em Londres. Assim como o ADF, a banda também combina instrumentos e sons da música indiana às canções, mas com ritmos mais próximos do pop britânico. Atualmente, o grupo prepara o lançamento de um novo single, "The Roll Off Characteristsics (Of History In The Making)".



Nem só pobre, como em "Quem quer ser um milionário", nem só secular como em "Caminho das Índias", nem só política como mostra o Asian Dub Foundation e nem só globalizada como indica o Cornershop. Não é de hoje, a Índia é isso tudo ao mesmo tempo e muito mais do que a gente "do lado de cá" do mundo consegue enxergar.

11 de abr de 2009

Conexão Vivo 2009

O Conexão Vivo, festival de música que reúne nomes novos e já conhecidos de várias partes do país, vai ser realizado em BH de 17 a 21 e de 23 a 26 de abril. Com uma média de cinco shows por noite, as apresentações vão acontecer no Parque Municipal.

Na programação, diversidade musical que vai da mistura moderna de sons do multiinstrumentista paulistano Curumin às cantigas folclóricas do coral das Lavadeiras de Almenara, do Vale do Jequitinhonha.

Além dos shows, a edição deste ano sedia o II Seminário Internacional Música e Movimento, que vai discutir os desafios da produção cultural em face dos novos rumos do mercado de cultura. Também haverá apresentações teatrais, com as peças "Mercadorias e Futuros", "Star Putz" e "Recital com Chacal"

Mais informações no site www.conexaovivo.com.br.

A volta do Professor Tibúrcio?




O Professor Tibúrcio, personagem interpretado por Marcelo Tas no início dos anos 90 no programa infantil Rá-tim-bum, pode retornar à televisão. Mas, no lugar do público infantil da TV Cultura, ele deverá reaparecer para a audiência jovem do CQC, exibido pela Band.

Na última quinta-feira, Tas, apresentador do humorístico, perguntou aos seus seguidores do Twitter se havia interesse na volta do personagem. "Quem gostaria de ver o Professor Tibúrcio ou seu clone num quadro novo do CQC? Por que?", dizia a mensagem. Em resposta, um dos repórteres do programa, Danilo Gentili, sugeriu incluir o personagem no quadro Controle de Qualidade, que avalia o conhecimento dos congressistas sobre temas relacionados à sua atividade. O Professor daria aulas para os parlamentares reprovados no teste. "Caçamos deputados que não foram aprovados no Controle de Qualidade e o Prof Tiburcio dá uma aula pra eles", escreveu o repórter.

A volta do Professor parece mesmo ser uma possibilidade. Seu "clone" apareceu no programa da última segunda-feira, no quadro Proteste Já, que faz denúncias de problemas enfrentados pela população. Na edição em questão, a reportagem mostrou o atraso da prefeitura de São Paulo no repasse de material escolar para alunos de escolas públicas da cidade. Tas apareceu na pele do personagem em uma cena montada para introduzir do quadro.

Sobre o blog

Gosto de ouvir música, ler, assistir TV, ir ao cinema e ao teatro - às vezes faço mais de uma dessas coisas ao mesmo tempo. Gosto de consumir informação sobre tudo isso, seja ela jornalística ou acadêmica. Para ir mais fundo no mergulho, só faltava mesmo um espaço no qual eu pudesse contar o que eu sei e penso sobre esse universo que faz muito mais do que me entreter - acho que ele praticamente é um dos motores da minha vida. É o que este blog vai tentar fazer. Voilá!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails